Buscar
  • Paulo Jelihovshi

A Incrível História do Colaborador que NÃO Colaborava


Conversando com uma cliente, dona de uma empresa, ela me relatava: - Paulo, contratei um ótimo colaborador, com um excelente currículo, experiente, bem recomendado, dei a ele um bom salário... Porque ele não trabalha como eu gostaria? Porque ele não é produtivo e vive desmotivado?


Essa questão é comum a muitas empresas. O gestor se esquece que antes do profissional ser um colaborador, uma pessoa efetivamente engajada na missão da empresa, ele é um funcionário, e antes de ser um funcionário, é um sujeito, ou seja, para colaborar ele deve funcionar, e para funcionar suas expectativas pessoais devem estar alinhadas ao que a empresa oferece a ele. E isso é uma via de mão dupla.


Por um lado, o profissional deve se autoconhecer para que possa tomar escolhas acertadas na carreira, aceitar trabalhos nos quais ele veja (algum) sentido, se sinta (minimamente) bem etc. Por outro lado, a empresa deve saber o que espera de seus profissionais, que tipo de gente quer trabalhando em seus projetos e como fazer para atrair e reter esse tipo de gente. Deve ser criada uma relação honesta entre ambas as partes, e esclarecer e construir essas relações é um desafio enorme enfrentado tanto pelas empresas quanto pelos profissionais.


Por fim, se o colaborador – palavra da moda a qual muita gente não reflete sobre o real significado dela – não colabora, pode ser que o gestor tenha esquecido de que por trás de um currículo cheio de conhecimentos, existe um sujeito que deve ter algumas habilidades para sobreviver àquele contexto organizacional específico, muitas dessas habilidades ligadas a suas características pessoais, que a organização deve mapear minimamente para fazer escolhas acertadas. E se você que lê esse texto é um colaborador que não colabora, talvez seja o momento de ser honesto com você mesmo e com a empresa e buscar novos rumos em sua carreira que te trarão melhores ganhos pessoais e profissionais. O que acha?

120 visualizações

Rua Juiz de Fora, 115 - Belo Horizonte (MG)     |    +55 (31) 98492-4237     |     +55 (31) 99205-2300     |     Desenvolvido por BrainCloud ®

  • Facebook